Começar um novo negócio não é uma tarefa simples. Os processos de abertura e regularização da empresa são burocráticos, custosos e desgastantes – e o pior: não são, nem de longe, a única preocupação.

O planejamento da instalação da empresa é outro desafio intenso. Comprar, alugar ou construir um espaço? Quais especificações técnicas o local deve ter para que a logística de produtos e clientes seja adequada? Como se não bastasse, também há todas as questões estratégicas iniciais, como a busca por fornecedores, a pesquisa de mercado e a análise dos concorrentes.

Imagine que, com muito esforço e dedicação, as barreiras vão sendo quebradas. A papelada é preenchida e aprovada, os estudos de instalação e logística apontam um caminho promissor e as análises de mercado mostram que é possível prosperar com rapidez. Qual seria o tamanho da frustração de passar por cima de todos esses obstáculos e, ainda assim, falhar?

 

Questão de sobrevivência

Existe uma preocupação necessária e que é muitas vezes negligenciada por quem vai abrir um novo negócio. Mais do que importante, é imprescindível criar uma rede de clientes antes mesmo de começar a pensar em tudo o que já falamos aqui.

A lógica é clara: sem vendas, nenhuma empresa sobrevive. Começar uma empresa bem organizada não é garantia de que os clientes automaticamente baterão à sua porta. Portanto, por que não buscá-los antes de investir – e possivelmente perder – todo o tempo e o dinheiro pensando apenas na estrutura da empresa?

 

O novo tipo de cliente

O perfil atual dos clientes é profundamente influenciado pelas tecnologias cada vez mais avançadas e acessíveis. Já falamos, aqui no blog, sobre a busca pela experiência de consumo e não apenas pelo que se compra. Influenciadores digitais e redes sociais têm um papel primordial no momento da decisão de compra das pessoas, que, cada vez menos, buscam uma instalação física das empresas para pesquisar produtos e serviços.

Porém, a tecnologia que molda os desejos dos clientes é a mesma que facilita conquistá-los antes mesmo de ter uma empresa completamente estruturada – e cria, se não uma garantia, um indício de que o negócio tem uma base sólida para crescer. O simples ato de utilizar o WhatsApp, o Facebook, o Instagram ou qualquer meio de comunicação digital permite que potenciais clientes sejam encontrados, abordados, convencidos e, finalmente, conquistados. O processo de venda não depende mais de um espaço físico – na verdade, o sucesso da empresa é que passa a depender da busca anterior por clientes.

 

Encontre-os!

Conquiste seu mercado antes de investir numa loja física: tenha o cliente antes de ter a empresa!

Focada em criar soluções para auxiliar os micro e pequenos negócios, a Super Empresa desenvolve lojas virtuais integradas ao Facebook e Instagram, com custo reduzido. Atualmente, possui mais de 1500 clientes, espalhados em mais de 150 cidades. Conheça a loja virtual oferecida pela Super Empresa.

Faça um teste primeiro, tente vender para seus amigos, parentes, vizinhos; envie o link da loja virtual pelo WhatsApp.

WhatsApp
1
Fale com a gente!
Olá podemos ajudar?
Powered by