Se antes da crise do novo coronavírus as plataformas virtuais já eram um poderoso reforço para aproximar quem vende de quem compra, em tempos de isolamento social elas se tornaram fundamentais na garantia da sustentabilidade dos negócios, especialmente para os autônomos e microempresários, que nas últimas semanas viram o faturamento despencar em razão da suspensão das atividades no comércio. Algumas iniciativas começam a surgir como um importante auxílio em uma época de tantas incertezas econômicas.

Em São Carlos, no interior paulista, o empresário da área de software Danny Alexandre Mazzo fundou o #todosjuntos, um portal de vendas gratuito e que funcionade forma simples e prática. A plataforma é como um catálogo virtual, com as especificações do produto ou serviço e o preço. Quando o cliente se interessa pela compra, é direcionado ao WhatsApp do anunciante. Sem custo de manutenção ou hospedagem, Mazzo contou que a ideia partiu do interesse súbito pelo e-commerce que surgiu entre os seus clientes. “Eles começaram a me ligar porque queriam vender pela internet. Quem já tinha loja virtual, ok, mas quem nunca fez isso, não é tão simples porque tem toda a questão de estrutura e logística”, destacou. “Já estávamos trabalhando em uma loja virtual nova. Paramos e criamos o #todosjuntos.”

Lembrando que a plataforma #todosjuntos é 100% gratúita, e você pode fazer seu cadastro em: #TODOSJUNTOS

Leia mais em: Folha de Londrina

Compartilhe:
WhatsApp
1
Fale com a gente!
Olá podemos ajudar?