No Brasil, as taxas de impostos aplicados sobre diversas camadas da sociedade, desde trabalhadores a empregadores, muitas vezes parecem e são altíssimas. Pagar impostos hoje em dia é sinônimo de algo desagradável. No entanto, ainda assim é necessário estar sempre dentro da lei e pagar cada imposto que se deve. Mesmo que possam parecer injustos, eles são fundamentais para o funcionamento do país. Não pagá-los (ou seja, sonegar) é crime e pode empreender multas e até prisões.
Vender sem nota fiscal é perigoso para seu negócio, podendo colocá-lo em grave risco. Isso porque o mais prejudicado nisso tudo é seu cliente, pois ele fica sem garantias, sem poder trocar ou devolver o produto e sem o lastro de comprovação de compra ou de contratação de serviço.

O que a Lei diz

A emissão de notas fiscais é obrigatória de acordo com a Lei 8137/1990, sendo que os únicos sem depender dessa emissão são os MEI quando vendem ou prestam serviço para pessoa física. Essa obrigatoriedade é fundamental, uma vez que a nota é um documento fiscal que possibilita o controle do Governo Federal sobre todas as transações de comércio que ocorrem no país. Com isso, a nota determina o imposto que deve ser pago e a alíquota. Outra função que ela desempenha é de possibilitar devoluções (é necessário emitir uma nota de devolução para a entrada do produto no estoque do estabelecimento).

O que acontece com quem não emite nota?

Caso você opte por não emitir, prepare-se para muita dor de cabeça. Primeiro que, caso seja condenado como réu primário, deverá pagar uma multa de até 10 vezes o valor da nota não emitida. Em reincidência, pode haver detenção de até 5 anos, além da empresa ser inspecionada para se achar mais problemas do tipo.

Benefícios de venda com nota fiscal

Não são só as desvantagens que devem te impulsionar a emitir nota fiscal, como também as vantagens. Assim, os impostos passam a ser investimento ao invés de gasto. Vamos fazer algumas delas.

Histórico de transações

Se armazenadas com precisão, cuidado e dedicação, as notas fiscais podem funcionar como um perfeito histórico de vendas. Mas para isso é necessário atenção, já que o menor descuido ocasionará em bagunça e desordem. Atualmente, com as NF-es, o armazenamento é digital, leve e fácil de ser arrumado e organizado.

Mais organização contábil

Se o histórico de notas for feito, será mais fácil achar determinada transação, encontrar algum erro inesperado, entender o fluxo de caixa e das mercadorias, entre outras coisas. Assim, você consegue ter um controle melhor do seu negócio, crescer e se planejar adequada e financeiramente para o futuro.

Praticidade na emissão

Como elas são digitais, a emissão é fácil e segura, sem grandes chances de ocorrerem problemas ou falhas. Além disso, emitir a segunda via da nota é simples e eficiente, diferente das dificuldades ao usar papel.

Conclusão

Depois de tudo que vimos, ficou evidente que emitir corretamente a sua nota fiscal é uma tarefa importante e que deve ser feita com responsabilidade e dedicação. Caso você ainda esteja em dúvida sobre qual nota fiscal usar, nós da Super Empresa temos a solução para você. Contamos atualmente com 1500 clientes ativos e satisfeitos. Para saber mais, clique aqui.

Compartilhe:
WhatsApp
1
Fale com a gente!
Olá podemos ajudar?